segunda-feira, 5 de abril de 2010

Português relata assalto em torneio de Poker

     «Sentimo-nos ameaçados», conta Bruno Santos

O assalto num torneio de poker, este sábado na Alemanha, foi presenciado por pelo menos dois portugueses. Bruno Santos, jornalista do pokerpt.com, conta à TVI que estava na sala de imprensa, quando começou a «ouvir gritos e coisas a cair e a partirem-se». «Na altura, pensámos que pudesse ser um tremor de terra, um incêndio ou algo do género», comparou.

Mas, quando saiu da sala de imprensa, o jornalista deparou-se com uma luta entre «uns seguranças e dois homens encapuzados». «Quando nos aproximámos, esses dois homens estavam a fugir e vêm na nossa direcção, com armas na mão. Fugimos o mais depressa possível e abrigámo-nos na sala de imprensa», disse.
Bruno Santos contou que não foi «directamente ameaçado», mas sentiu-se ameaçado. «Quando dois homens armados correm na nossa direcção, sentimo-nos ameaçados», sublinhou.
Bruno Santos, que estava com mais jornalistas na altura do assalto contou ainda à TVI que um jogador português que estava na sala onde ocorreu o assalto lhe contou que «foi o pânico geral», com «jogadores a fugirem» e outros a «refugiarem-se debaixo das mesas».
Na altura do assalto, decorria o torneio feminino. Há oito feridos a registar. O ferido que ficou em estado mais grave foi «um segurança que conseguiu manietar um dos assaltantes».
Há relatos que o assalto rendeu 800 mil euros, mas a organização nega que os assaltantes tenham conseguido leva dinheiro. Bruno Santos disse que a conseguirem levar dinheiro, seria bem possível que fosse uma quantia semelhante, dadas as verbas envolvidas no torneio.

  - Isabel Moiçó e Manuela Micael -
 - IOL-Diário -
.