terça-feira, 27 de abril de 2010

Celebridades Salvam Mítico Cartaz "Hollywood"

A imagem de marca de Los Angeles não vai desaparecer, após ter estado ameaçada por uma empresa imobiliária que queria construir no local vivendas de luxo.

Hugh Hefner, fundador da revista Playboy, ao doar 673.000 euros a um fundo criado para salvar o terreno com a célebres letras que formam a palavra Hollywood, foi a última celebridade a contribuir para evitar o seu desaparecimento.

  Eram necessários 9,3 milhões de euros no total, sendo alcançado este valor graças a este último donativo, segundo anunciou a organização “The Trust for Public Land” (TPL).
  “Os meus sonhos de infância e fantasias vinham das letras e das imagens criadas em Hollywood e tiveram grande influência na minha vida e na Playboy. A placa de Hollywood é a Torre Eiffel de Hollywood e estou satisfeito por ajudar a preservar um símbolo cultural tão importante”, disse Hefner.
  O actor e governador do estado da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, que também participou com donativos para esta campanha, declarou que “de todos os marcos icónicos do mundo, a placa de Hollywood é na verdade um dos símbolos mais reconhecidos do sonho californiano e da terra das oportunidades”.
  O fundador da Playboy veio juntar-se a uma lista de nomes que contribuíram nesta operação para salvar o símbolo de Hollywood.
  De entre eles, contam-se também nomes como Steven Spielberg ou Tom Hanks. A Tiffany & Co. terá sido outros dos principais doadores, ao contribuir com 1,1 milhões de euros.
  Na segunda semana de Fevereiro deste ano, a TPL publicou a sua campanha de recolha de fundos para comprar o símbolo de Hollywood, utilizando a mensagem “Salvar o pico”.
  O cartaz original mostrava Hollywoodland, situado no monte Lee, e foi construído em 1923. As letras medem cerca de 14 metros cada e as últimas quatro caíram nos finais dos anos 40 por estarem degradadas. As letras que hoje conhecemos foram restauradas em 1978.
  - JN-Online -
.