domingo, 30 de maio de 2010

O GINGÃO, MADIÊ da BANDA...

Hoje, acordei para aqui virado!
Não sei se foi por estar no interior profundo deste país, ou por estár á arrumar os meus ficheiros cómicos e encontrar esta relíquia da minha banda, terra onde nasci e que quase em cuecas de lá saí.
Mas, isso é conversa para outras distrações...
Agora quero mostrar-vos os meus eleitos... os catitas... os chungas... os kalus... misturando tudo, são os GINGÕES...!!!
O "artista"...


O "canário"...


O "dono de restaurante"...


O "fotogénico"...


O "guia turistico"...


O "dos states"...


O "chefe de posto"...


O "que aluga transportes"...


O "xôtor"...


O "politico"...


O "dono do bar"...


O "barbeiro"...


O "dom ruam"...


O "poeta escritor"...


O "fotógrafo"...

Com estas personagens, esta terra anda, gira, roda e nunca mais pára...
Estes são as vedetas de um bairro onde há de tudo, aqui não falta nada, a dita "crise" aqui não chegou, fácil de entender, de nunca cá saíu...
E... por aqui me fico, amanhã há mais...!
:

sábado, 29 de maio de 2010

O PRAZER DE VER O MUNDO A NASCER...


Um pequeno yate, navegava a sul no Oceano Pacifico, quando de repente surgiu ao cimo da água uma muito grande extensão de cinzas vulcânicas, assim...

 A extensão era tão grande que parecia uma praia, mas não...


Eram cinzas vulcânicas á superficie do Oceano...




Por onde o pequeno barco passou deixou um rasto...


De repente o Oceano transforma-se em algo vermelho e muito brilhante...


Aparece uma coluna de fumo e cinzas muito escura...


O Céu fica vermelho e a água em tom dourado...



Surge uma montanha...


Erupções, relampagos e...


A montanha cresce...


Nasce uma Ilha...!

A excitação de ver o Mundo a Nascer. . .
:
:

terça-feira, 25 de maio de 2010

As Fotos Que Mais Gostei...


As Quatro Fotografias Que Mais Gostei Em Março/2010

Garagem - Ilinóis



Space Shutle - Alaska



Libelinha - Sintra


Tornado - Cascais
:
:

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Fundador Do Facebook Admite Ter Cometido «VÁRIOS ERROS»

O jovem responsável pela criação da rede social Facebook, Mark Zuckerberg, admitiu domingo ter cometido «vários erros», agora que o site já terminou uma série de alterações nas opções de confidencialidade dos seus utilizadores, depois de muitos protestos.


 «Eu sei que nós cometemos vários erros, mas acredito que a partir de agora o nosso serviço será melhor, e que as pessoas compreenderão que as nossas intenções são boas, e que nós reagimos às reações das pessoas para quem trabalhamos», escreveu Mark Zuckerberg numa mensagem eletrónica enviada a um influente 'blogger' de Silicon Valley, Robert Scoble, que disse ter autorização para a sua publicação.

O 'mea culpa' do patrão de 26 anos surge depois de o Facebook ter anunciado, no sábado, ter prontas para entrar em funcionamento várias alterações que visam proporcionar opções de confidencialidade «mais simples e mais fáceis de usar», as quais serão reveladas ao público esta semana.

"Nós escutámos todas as reações das pessoas e selecionámos as boas sugestões para a melhoria do serviço. Eu prefiro mostrar um produto melhorado do que falar sobre ele", disse na mensagem Zuckerberg, prometendo que a equipa do Facebook irá desvendar esta semana as novidades.
:

sábado, 22 de maio de 2010

QUEM NOS PODERÁ SALVAR???

Em uma balança de ouro, o Povo... nem de lata é!!!

Não é costume fazer aqui comentário politico, mas desta vez tenho que abrir uma exceção, talvêz mesmo um precedente.
Em mais de trinta anos de lucidêz politica, não me recordo de um governo tão mentiroso, aldrabão e todos os adjétivos acabados em "oso", "ão", "ista" e mesmo aqules que acabam em "uta".
É a gozar comigo, contigo e com todos nós! Um pequenino exemplo, no mesmo discurso diz: -"Ontem o mundo mudou!", "Há uma semana o mundo mudou!", "Há trêz semanas o mundo mudou!" e "O ano passado o mundo mudou!"... ... para este governo(Socrates) o Mundo muda quando lhe convêm!!!
Quando ólho para o que se está a passar em Portugal e sou confrontado com a realidade nua e crua em que nos encontramos a revolta e a indignação são, no mínimo, os primeiros sentimentos que me assaltam.
Não se trata se sou de esquerda ou de direita, se sou do partido A ou B.
Não estou a fazer a apologia de qualquer regime, apenas manifesto o desejo e alimento a esperança de haver alguém que saiba dirigir o nosso destino com seriedade e competência.
A memória dos tempos faz-nos recuar e pensar que quando o país estava em situação idêntica, apareceu um homem que conseguiu fazer o que é preciso fazer agora.
A fórmula é a mesma. Os tempos são outros e a liberdade , um dado adquirido, que começa a ser ameaçado.
Não se trata de saudosismo, apenas a constatação de um facto.
Sou apenas cidadão de Portugal, essa a minha sina, o meu fado.
Quem nos poderá salvar?
:

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Rock in Rio Volta a Lisboa

O Rock in Rio volta a Lisboa no ano em que comemora 25 anos, com a mesma proposta de sempre: entretenimento e música.


   O parque da Bela Vista vai alongar-se a 'cidade do rock' naquela que é a 4ª. Edição do festival de música Rock in Rio a decorrer nos dias 21, 22, 27, 29 e 30 de Maio.

   Mariza, Ivete Sangalo, Shakira e john Mayer compõem o cartaz do palco de todas as atenções e enchentes, Palco Mundo, no dia de abertura, das 19 às 1 e 30. Mas até então a música de António Zambujo e Azeitonas; Boss AC com Yuri da Cunha; e O'queStrada e Segredos de Portugal já terá percorrido pelos ares do recinto a partir dos amplificadores instalados no palco Sunset, o espaço dedicado à improvisação e experimentação, das 17 às 20 e 40, cujo cenário do pôr-do-sol inspira o lugar. Os amantes da pista de dança juntam-se na tenda Electrónica, das 21 às 4, espaço que prolonga o dia ao som de Soul Mates e Diego Miranda com Pedro Tabuada e King Bizz; Chris Lake, Calvin Harris e ainda Deadmau5.

   No dia seguinte, 22, comemoram-se os 25 anos de Rock in Rio, que estende as actuações no palco Mundo até às 3, com 2ManyDj's. Mas o grande destaque do 2º dia é Elton John. O músico inglês é uma das principais atracções para além do regresso dos Trovante, Leona Lewis, e João Pedro Pais. As jam sessions reservam-se a Rui Veloso e Maria Rita com Toni Garrido, Mariza, desta feita, com Tim; e SoulBizness & Zoey Jones. No espaço electrónico, Major Lazer, Drop the Lime, Zombie Kids com Angeel, Jamie XX; e Zombies for Money.

   Após uma pausa de quatro dias, o Rock in Rio regressa em força e sem azo a desculpas de cansaço. Muse, Snow Patrol, Xutos & Pontapés e Sum 41 assinalam o retorno da música ao parque da Bela Vista pelo palco Mundo. À medida do crepúsculo, Jorge Palma & Zeca Baleiro, Expensive Soul e Bluey com Incógnito e Omar, por fim, NuSoulFamily e Julie McKnight, no Sunset. O pulsar electrónico reserva-se a John Digweed, Gui Boratto, The Twelves, Miguel Quintão e Tha Bloody Bastards com Mad Mac e Nuno Lopes.

   Os últimos dias do festival realizam-se num fim-de-semana, depois de uma sexta-feira de interrupção. Sábado, dia 29, o alinhamento é dedicado às famílias. Miley Cyrus, mais conhecida por Hannah Montana, Amy Macdonald, McFly e D'ZRT, fazem a alegria dos mais pequenos. No Sunset, Luís Represas & Martinho da Vila, Tiago Bettencourt com Mantha & Tiê, e Lúcia Moniz & mister Lizard. Na tenda electrónica, Dubfire, Dj Vibe, Audiofly, Davide Squillace e Tó Ricciardi.

   Tal como vem sendo habitual, a 'cidade do rock' alberga um dia à música 'pesada'. O último dia do festival, 30, promete deixar marcas (literalmente) no público ao som de Rammstein, Megadeth, Soulfly, com especial destaque para os lendários Motörhead. Em forma de 'aquecimento' os concertos únicos de experimentação no Sunset, com Ramp & Hail, More than a Thousend & Convidado, e Fingertips & Convidado. A tenda electrónica encerra o dia, e o festival. Green, Velvet Live, Speedy J Live, Paul Ritch Live, Jim Masters, Jiggy e Heartbreakerz são o último souvenir musical de um festival que promete voltar em 2012.
.
Para me encontrares, palco nº 1, assist. técnica(som)
.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

"Cântico Negro"

Vem por aqui
Dizem alguns, com olhos doces
Estendendo-me os braços, e seguros
De que seria bom que eu os ouvisse
Quando me diziam:
"Vem... vem por aqui"
Eu olho-os com olhos lassos
Há nos meus olhos ironias e cansaços
E eu cruzo os braços
E nunca vou por aí...
A minha glória é essa:
É criar desumanidade
É não acompanhar ninguém
Que eu vivo com o mesmo sem-vontade
Com que rasguei o ventre e a minha mãe
Não
Eu não vou por aí
Eu só vou por onde me levam
Os meus próprios passos
Se ao que busco saber
E nenhum de vós respondes
Porque me repetís:
"Vem... vem por aqui?"
Eu prefiro escorregar nos becos lamacentos
Redemoinhar aos ventos
Feito farrapos
Arrastar os pés sangrentos
A ir por aí...
Se vim ao mundo foi somente
Para desflorar florestas virgens
E desenhar os meus próprios pés
Na areia inexplorada
E o mais que faço não vale nada
Como pois, sereis vós que...
Me dareis machados, ferramentas e coragem?
Para derrubar os meus obstáculos
Corre nas vossas veias o sangue velho dos avós
E vós amais o que é fácil
Eu amo o longe e a miragem
Eu amo os abismos, as torrentes, os desertos
Ide! Tendes estradas, tendes tratados,
Tendes filósofos, tendes sábios...
Eu tenho a minha loucura!
E levanto-a como um facho
A arder na noite escura
E eu sinto espuma e sangue
E cântico nos lábios
Deus e o Diabo é que me guiam
E mais ninguém
Todos tiveram pai, todos tiveram mãe
Mas eu, que nunca principío
Nem acabo
Eu nasci do amor que há
Entre Deus e o Diabo
Áh, que ninguém me dê piadosas intênções
Que ninguém me peça definições
Ninguém me diga:
"Vem por aqui"
A minha vida é um vendaval
Que se soltou
É uma onda que se alevanta
É um átomo a mais, que se animou...
Eu não sei por onde vou...
Eu não sei para onde vou...
Mas sei...
Que não vou por aí !!!

 - José Régio
Foi por vontade de Deus!».

Preso Dez Anos Por Matar Homem Que Apareceu Vivo

Um homem preso durante quase dez anos por assassínio foi libertado depois da alegada vítima aparecer viva. O caso aconteceu na China e está a levantar questões sobre a tortura usada pela Polícia para obter confissões.


    Segundo a Sky News, o Tribunal Popular Superior da província de Henan, na China, declarou um homem inocente depois do indivíduo que fora acusado de ter morto em 1999 ter aparecido em 2010 na aldeia onde ambos moravam.

   De acordo com os dados do tribunal, Zhao Zhenshang desapareceu em 1997 depois de uma discussão com Zhao Zuohai. Em 1997, Zuhai foi detido após um corpo decapitado, que se pressupôs ser o de Zhenshang, ter sido descoberto. A mulher do então condenado voltou a casar e o novo marido adoptou os filhos de Zuohai como seus.

   No entanto, o alegado morto voltou à aldeia onde viviam em Abril de 2010. Zhenshang confessou à Beijing News que fugiu porque agredira Zhao Zuohai durante a discussão e tivera receio de o ter morto.

   De acordo com o jornal chinês China Daily, está em curso uma investigação relativa à condenação de Zuohai, e o ex-condenado vai receber o equivalente a 36 mil euros de compensação.

   O incidente está levantar questões sobre a prática de tortura por parte das autoridades. Segundo a família de Zhao Zuohai, o ex-preso foi torturado de modo a confessar o crime, ainda que estivesse inocente, tendo várias cicatrizes que comprovam os maus tratos. Acredita-se que o Governo e a Polícia chineses recorrem frequentemente a confissões coagidas de modo a obter provas para investigações criminais.
:
:

Se os Políticos Deixassem "De Inventar" Era Mais Fácil Governar o Mundo

Se os políticos fizessem mais "o óbvio" e deixassem tanto de "inventar" era mais fácil governar o mundo, afirmou hoje Lula da Silva, considerando que é mais difícil "não governar que governar".


   "Se nós, como políticos, fizéssemos apenas o óptimo e não tentássemos inventar tanto seria muito mais fácil governar o mundo. É uma palavra pequena mas muito necessária na arte de governar. Tudo fica menos complicado quando se pratica o óbvio", afirmou o presidente brasileiro, num seminário sobre a economia brasileira em Madrid.

   "Um inventor pode inventar o que quiser, mas um governante tem que fazer o óbvio", insistiu.

   Recordando os seus quase oito anos à frente da presidência brasileira, Lula da Silva insistiu que esta vontade de Governar deve ser o fio condutor da acção dos líderes: "Não é complicado governar. Complicado é não governar", disse.

   Num discurso de mais de 45 minutos, o presidente brasileiro - que hoje visita Portugal - defendeu o realismo na economia e medidas que são "óbvias", mas que muitos consideram complexas de implementar.

   "Temos que aplicar o que Henry Ford dizia: pagar salários que permitam aos trabalhadores da Ford comprar os carros que produziam", disse.

   E num momento de falta de confiança, de receio sobre a situação económica global, Lula da Silva reiterou um dos elementos centrais da sua governação: "ajudar os brasileiros a gostar de si próprios, a ter autoestima".

   "O brasileiro é um povo que esteve séculos à espera de uma oportunidade. Aprendeu os seus modos por doutrina, por termos sido colónia, por considerarmos que éramos insignificantes e que tudo o que vinha de fora era melhor. Que se fosse dos EUA ou de alguns países europeus então era 'top'", afirmou.

   "Não nos respeitávamos e achávamo-nos de segunda categoria. Por isso fiz a campanha 'eu sou brasileiro e não desisto nunca', porque nenhuma nação vai para a frente se não acreditar em si própria", insistiu.

   O resultado foi criar uma sociedade que é hoje "orgulhosa", cujos embaixadores "andam de cabeça erguida" e cujos representantes sabem que "são levados a sério nos países onde estão".
:
:

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Já agora, fiquem também com as calças!

EU VOU Á LUTA...!!!

TAMBÉM VOU DEIXAR AS MINHAS CALÇAS NA ESCADARIA...!!!

VEM COMIGO E COM OS "HOMENS da LUTA"...!!!

:

sábado, 15 de maio de 2010

Ganhou Prémio No Casino... Mas Incêndio Queimou-lhe o Dinheiro

Chamas transformaram-se em cinza os 2.500 euros que o sortudo mais azarado do mundo acabara de ganhar


Aquele que podia ter sido um dia de sonho para um norte-americano do Estado de Nova Iorque tornou-se num dos piores pesadelos da sua vida.


   Kenneth Lamoree tinha tido um dia de sorte. O homem ganhou mais de 2.500 euros a jogar num casino, até às três horas da manhã.

   A vida corria-lhe mesmo bem. Com o dinheiro ganho, Lamoree podia pagar todas as contas atrasadas e ainda lhe sobravam uns trocos.

   Feliz com a vida, o homem foi para casa dormir, tendo sido surpreendido uma hora mais tarde, por um incêndio, que fez com que os seus sonhos se transformassem literalmente, em cinza, informa a Associated Press.

   As economias ganhas na noite de sorte foram consumidas pelas chamas do forte incêndio na sua casa, cujas causas estão ainda por apurar.
.

Mulher Diz Que Engravidou a Ver Filme Porno 3D

Marido acreditou na justificação e registou criança.


Uma mulher norte-americana afirmou ter engravidado de um actor de um filme porno enquanto assistia o filme no cinema. O caso insólito e difícil de acreditar parece, no entanto, não ter deixado dúvidas ao marido, segundo informa o jornal brasileiro «Sensasionalista».


   A criança de raça africana e pele escura contrasta com a pele branca do casal e terá sido o motivo de alerta para o soldado Erick Jhonson que estava há um ano de serviço no Iraque. Ao chegar a casa confrontou a mulher com Jennifer Stweart, de 38 anos. Foi então que veio a explicação.

   Jennifer afirmou que foi a um cinema porno com as amigas em Nova Iorque. «Um mês depois de ver o filme comecei a sentir enjoos e o resultado está aí», disse, acrescentado que a criança é parecida com o actor do filme.

   O marido parece ter concluído que a explicação era verdadeira. «Não vejo porque desconfiar dela. Os filmes em 3 D são muito reais. Com a tecnologia de hoje tudo é possível», disse Erick, que registou a criança.

   Jenifer disse ainda indignada: «Vou processar o cinema e os produtores. Ainda bem que meu marido acreditou em mim. Meu casamento podia estar em risco. Mas ele sabe que eu sou fiel», disse.
.

Mulher Viciada Em Casamentos

Rosemaris Chanie tem 50 anos e já casou oito vezes. Tantas quantas se separou


Pode alguém ser viciado em casamentos? Rosemaris Chanie para que é. Esta inglesa de 50 anos de idade já casou oito vezes e já se separou outras tantas, escreve o site de informação britânico «The Sun».


   Rosemaris Chanie acredita no príncipe encantado e, por isso mesmo, admite subir ao altar pela nova vez. Na entrevista ao «The Sun», Rosemaris afirma que, ao contrário do que muitos possam pensar, «acredita no casamento. Só não encontrei meu príncipe encantado. Mas sei que ele anda por aí».

   A dada altura, confessa mesmo que é «viciada em casamentos. Gosto da ideia de estar segura e viver com um homem para o resto da vida. O momento mais importante da minha vida é quando atravesso o corredor da igreja, até ao altar».
.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Governo Lança "GOOGLE" Para Sites do Estado

Experimentei o site que - tal como as restantes medidas do pacote Simplex - pretende facilitar a vida ao cidadão.


O Governo lançou ontem um motor de busca de páginas electrónicas do Estado que servirá para "indexar conteúdos dos principais sites e portais" da administração pública. Esta era uma medida incluída no programa Simplex de 2009 na área "Exercício da minha cidadania". O "google" do Estado português - da responsabilidade da Presidência do Conselho de Ministros - chega com um atraso de mais de meio ano, já que estava previsto o seu lançamento para Agosto passado.

   Para os que pretendem saber mais sobre a sua reforma, é de evitar a própria palavra. Escrever "reforma" resulta numa bateria de ligações sobre tudo menos o que se pretendia. O primeiro resultado que surge é sobre a "Directiva ministerial para a implementação da reforma das Forças Armadas". Só em décimo lugar surge algo associado à aposentação, mas à dos ex-combatentes. A pesquisa fica mais afinada se se escrever em vez de reforma, "aposentação".

   Uma comparação de pesquisas entre o "pesquisa.gov.pt" e o Google, o motor de busca mais utilizado do mundo, deu para perceber que o novo motor ainda precisa de alguma afinação. Depois de introduzir as palavras "IRS prazo apresentação", no Google surgiu logo em primeiro a página do Ministério das Finanças de apoio à declaração do IRS. No "pesquisa.gov.pt" surgiu em primeiro o link para o site Portal das Empresas, relativo à legislação aplicável.

   Os resultados correm melhor quando se digita "criação empresa". As primeiras ligações a surgir no ecrã apontam para o portal das empresas e para as páginas que indicam os passos e documentos necessários à sua criação. Ainda assim, este motor deixa perceber as dificuldades que um leigo na matéria pode enfrentar. Só para este tema a pesquisa devolveu 1970 "hits". Muito material para digerir, portanto.

   Este é o quarto ano em que o Governo avança com um programa Simplex. De acordo com os dados disponibilizados, foram já aplicadas 200 medidas este ano, um terço das aplicadas em três anos de programas.
Cada programa dura um ano, findo o qual são avaliados os objectivos definidos no início do ano. As medidas que não são implementadas no prazo pré-estabelecido podem transitar para o ano seguinte, o que parece ser o caso deste motor de busca.
 - Publico-Online -
.

★ €750 Mil Milhões Para Salvar Moeda Única

O plano de apoio à Zona Euro aprovado na madrugada de segunda-feira, dia 10, pelos ministros das Finanças da União Europeia poderá atingir €750 mil milhões com a participação do Fundo Monetário Internacional.


O pacote anunciado pela presidência espanhola da UE e Comissão Europeia incluirá 60 mil milhões de euros em empréstimos a suportar pela União Europeia (UE), e 440 mil milhões em empréstimos ou garantias dos países da Zona Euro, num total de 500 mil milhões de euros.

A estes fundos, juntar-se-á o contributo do Fundo Monetário Internacional (FMI), que poderá atingir metade do valor disponibilizado pelos Estados membros da Zona Euro, disse a ministra das Finanças espanhola, Elena Salgado, que se referiu a 250 mil milhões de euros, depois de ter falado em 220 mil milhões de euros.
Somando os três montantes, o pacote aprovado pelos ministros das Finanças da UE poderá assim atingir os 750 mil milhões de euros.
O Banco Central Europeu (BCE) também tomou medidas "bastante significativas", disse o comissário europeu para os Assuntos Económicos, Olli Rehn, deixando entender que este irá também emprestar dinheiro aos Estados que o necessitem, adquirindo os seus empréstimos obrigatórios negociados nos mercados.
.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Papa Evoca João Paulo II e Entrega “Rosa de Ouro”



Primeira oração já em Fátima antes das Vésperas.


Bento XVI evocou o Papa João Paulo II à chegada à Capelinha das Aparições, em Fátima. Depois, entregou uma "Rosa de Ouro” a Nossa Senhora de Fátima. O Santo Padre explicou que a Rosa de Ouro é um símbolo “de homenagem de gratidão do Papa”.

"Estou certo de que os pastorinhos de Fátima, os beatos Francisco e Jacinta e a serva de Deus Lúcia de Jesus nos acompanham nesta hora de prece e de júbilo", disse hoje.
Na primeira oração em Fátima, Bento XVI lembrou que João Paulo II trouxe para o santuário a bala "que o feriu gravemente" e foi encastoada na coroa da imagem de Nossa Senhora. "É profundamente consolador saber que estais coroada, não só com a prata e o oiro das nossas alegrias e esperanças, mas também com a bala das nossas preocupações e sofrimentos", disse Bento XVI dirigindo-se à imagem de Nossa Senhora de Fátima.
O Papa foi recebido por milhares de fiéis, incluindo muitos jovens, que saudaram Bento XVI à chegada e depois da oração.

O que é a Rosa de Ouro?

Todos os anos, no quarto Domingo da Quaresma, precisamente o dia em que a cor litúrgica é rosa, o Papa benze uma série de Rosas de Ouro. Estas serão depois entregues a instituições, santuários, governos ou individualidades como sinal de afecto, de amizade e de reconhecimento.
A Igreja com mais rosas no seu historial é a de São Pedro, com cinco. A Igreja de Santo António dos Portugueses, em Roma, também já recebeu uma rosa de ouro.
D. Manuel I recebeu duas rosas, uma oferecida pelo Papa Julio II e outra por Leão X. Também as rainhas portuguesas D. Maria II, D. Maria Pia de Saboia, consorte de D. Luís, e D. Amélia receberam estes ornamentos das mãos dos papas do seu tempo.
A rosa hoje apresentada ao Santuário de Fátima é a segunda da sua história, uma vez que em 1964, no encerramento do Segundo Concílio Vaticano, o Papa Paulo VI prometeu entregar este artefacto ao Santuário, com uma inscrição na qual afirmava que confiava toda a Igreja ao cuidado de Nossa Senhora de Fátima. Esta promessa foi cumprida em 1965.
A oferta de rosas de ouro tornou-se progressivamente mais rara durante a segunda metade do século XX. Durante todo o seu pontificado, Paulo VI apenas concedeu esta honra por cinco vezes, e João Paulo II apenas cinco, incluindo ao Santuário de Nossa Senhora do Sameiro, em Braga. Bento XVI tem sido bastante mais generoso, a rosa de hoje foi a oitava oferecida desde a sua eleição em 2005.
 - RR-Online -
.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

F.F.F. - O ÓPIO DO POVO...!!!

F de Futebol.
Maio de 2010, dia 9... um clube de Lisboa é Campeão Nacional de Futebol. Foi a explosão em um estádio da 2ª circular. Festa, alegria, fogo de artificio e alguma confusão á mistura.
Eu vi, eu estava lá. Foi um espectáculo digno dos milhões que o Futebol consome. E a festa não ficou por ali, continuou noite dentro por toda a cidade e não só. Na baixa, no Marquês de Pombal concentrou-se a multidão eufórica. Subiram a estátua até onde é possível subir. Aos gritos, aos berros com as garrafas de líquidos espirituósos e alcoólicos também, na mão. Carros a apitar, a buzinar e a fazer ratéres á mistura.
Era só alegria, estava tudo contente. Mas...
O Povo estava e está dormente... ninguém notou que o governo ameaçou aumentar os impostos.

F de Fátima.
Maio de 2010, dia 11... o Papa está em Portugal. Ninguém fala de outra coisa. Jornais, rádios e televisões não anunciam mais nada. É o Papa, é o Papa... o Pápa está ali, o Papa vai a passar, o Papa vai dar missa... e deu. Eram 18 horas quando começou a missa na Praça do Comércio em Lisboa. Milhares de pessoas juntaram-se para ouvir e ver, as que conseguiram, o Chefe da Igreja a dar missa. A capital, para não dizer o país todo, parou e... quem não queria era obrigado a parar também.
Outra festa, gritos, bandeirinhas, bonés e também cachecóis com as cores amarela e branca, as cores do Vaticano. É o Papa, É o Papa gritavam pelas ruas, praças e avenidas.
Eu vi, eu estáva lá...!!!
Hoje, 12 de Maio de 2010, o Papa já está em Fátima.
O Povo estava e está dormente... ninguém notou que o governo falou em aumentar os impostos em 2%(dois por cento).

F de Fado.
O Fado está aí para durar, cada vêz com mais jovens a aderir á música mais portuguesa de Portugal, como disse o poeta. É a Marisa, é o Camané, é a Aurora, é o Xico da Tasca. Está garantido, temos fado para o futuro.
Podemos sair de Portugal que ouve-se cantar o Fado. As produtoras estão a apostar nos jovens fadistas. As tunas académicas cantam o Fado, os putos na rua cantam o Fado, nas rádios já se ouve cantar o Fado e até nos concursos de televisão se canta o Fado.
Onde há festa há Fado. Os pavilhões, os jardins e até estádios enchem com espectáculos de Fado.
O Povo estava e está dormente... ninguém repara que o governo está a (des)governar.
Vamos levar mais um cartão vermelho por votarmos(eu não) neste (partido)governo. Vamos apertar mais o cinto!
Mente-nos todos os dias, rouba-nos todos os dias, e...
Dá-nos ÓPIO... não se esqueçam F.F.F. a droga do Povo.
Esta droga é legal, dá alegria, dá prazer é tudo festa...!!!
Fixem esta sigla F.F.F. (Futebol, Fátima e Fado).

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Aura-Soma - Os Poderes da Côr.

A escolha de quatro frascos coloridos é o ponto de partida para esta peculiar terapia que promove o autoconhecimento

   Aura-Soma é um sistema terapêutico não invasivo que promove o autoconhecimento e propõe que cada um assuma a responsabilidade pela sua saúde e bem-estar.
   Reúne os princípios energéticos da aromaterapia, fitoterapia, cromoterapia, cristalterapia, bioenergética e visa a harmonia total do ser humano (corpo, mente e espírito) através da cor.
Qual a sua origem?

   A terapia Aura-Soma nasceu em Inglaterra no ano de 1983, pelas mãos de Vicky Wall, uma inglesa, a sétima filha de um professor de Cabala que, não lhe podendo ensinar os segredos da sua arte (a Cabala só podia ser transmitida aos filhos homens) a levava a passear todos os dias nos arredores da sua casa em Londres, aproveitando cada saída para partilhar com ela tudo o que sabia sobre plantas, ervas e minerais.
   Quando Vicky saiu de casa, com 16 anos, formou-se como boticária com um velho farmacêutico e aprendeu a criar cremes e loções, usando plantas e seus extractos. Todos estes conhecimentos seriam usados em conjunto, mais tarde, na criação dos óleos.
   Quando Vicky tinha 66 anos, já cega, foram-lhe mostradas em meditação, durante três noites consecutivas, ondas de cor, ao som das palavras: divida as águas, minha filha.
   Ao mesmo tempo, sentiu-se conduzida ao laboratório, onde ainda trabalhava nos seus cremes e loções, para criar uma série de misturas coloridas de extractos de plantas, óleos e água. Na manhã seguinte havia uma série de frascos multicolores nas prateleiras. Os óleos hoje conhecidos como Equilibrium tinham acabado de nascer.
Queres saber mais sobre este tratamento? Clica aqui.
Os magníficos poderes da côr.

domingo, 9 de maio de 2010

Sugar Sweet | Grandpa Elliott | Playing For Change

O SENHOR QUE ME LEVOU A TATUAR UMA MÃO... 1969

QUEM CONHECE???

Grandpa Elliott - "Sugar Sweet"

LINDO, PARA NUNCA MAIS ESQUECER!!!

Cheap Trick - I Want You To Want Me - from Budokan DVD

QUEM SE LEMBRA???

EU QUERO-TE. . .

DEEP PURPLE - LAZY - LIVE 1972 MACHINE HEAD TOUR

Aí está Hard Rock do melhor...

PERCY SLEDGE ~COVER ME

Um bonito Slow, romantismo no seu melhor.

LUANDA MERECE O SEU CARINHO

A minha cidade está bonita...!

Vamos todos ajudar LUANDA

quinta-feira, 6 de maio de 2010

As Cunhas Mais Descaradas "METIDAS" a Figuras Públicas

A cunha é uma instituição bem portuguesa e está por todo o lado. Clique para saber quais foram as cunhas mais descaradas que foram pedidas a várias personalidades portuguesas.

 Não se arme em santo. De uma maneira ou de outra todos os portugueses já fizeram ou pediram um favor. Um puxar de cordelinhos. Um toque aqui. Uma palavra ali. Um primo conhecido acolá. Para facilitar a resolução de um problema. Apressar a entrega de uns papéis, furar a fila na repartição de Finanças, antecipar a marcação de uma consulta para um parente doente ou conseguir a vaga num colégio de elite. O país vai nu e hoje, mais do que nunca, todas as redes de contactos são válidas e preciosas para sugerir um filho, um sobrinho, um amigo que está à procura de emprego.

   A cunha é bem portuguesa e parece fazer parte do nosso ADN. Começa pelo "agradinho". O galo capão que se entrega nas mãos do senhor doutor, as flores que se oferecem à senhora professora, o whisky de 15 anos que chega à mesa do "soutor" juiz, a casa de férias emprestada ao senhor árbitro ou ao senhor presidente da Câmara.
   Estes são alguns cabazes de favores que não se entregam só no Natal. Isso faz de nós um país de cunhas? Parece que sim. Basta referir que num inquérito realizado aos portugueses, em 2008, concluiu-se que toleramos bem o tráfico de influências e consideramos que é até um atalho necessário para ultrapassar um Estado lento e desatento aos nossos direitos e necessidades.
   No livro 'A Corrupção e os Portugueses. Atitudes, Práticas e Valores', de Luís de Sousa e João Trigães, publicado pela RCP Edições, somos apresentados como um país de corrupçõezinhas. "Que não assentam necessariamente no suborno e na troca directa de dinheiro que compra decisões, mas construída socialmente ao longo do tempo, através da troca de favores, de simpatia, de prendas e hospitalidade". Pedimos cunhas, pagamos favores. Mas não somos generosos no delito.
   "O grosso da corrupção que chega a tribunal é de 100 a 500 euros, raramente vai além desses valores". Os escândalos que envolvem milhões são inconclusivos ou arquivados. É essa uma das ideias que fica da leitura do relatório 'A corrupção participada em Portugal - 2004-2008' realizada pelo Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), em parceria com o ISCTE.
   Não é cunha, não senhor! Perguntámos a várias personalidades da sociedade portuguesa se tratavam a "cunha" por tu, por você, ou se lhe viravam a cara. Ao contrário do que se esperava, não houve espaço para o politicamente correcto. O ex-presidente da Assembleia da República, Almeida Santos, respondeu que vai morrer como nasceu: "Incapaz de ser indiferente à injustiça e às dificuldades dos mais desprotegidos." Tal como ele, Alberto da Ponte, CEO da Central de Cervejas, assume, sem pruridos, que este não lhe é um tema estranho. "Foram inúmeras as cunhas que me pediram e sempre adoptei um princípio - Isto não é uma cunha, não é não senhor. É uma proposta genuína e uma potencial oportunidade que deve ser analisada com toda a seriedade. Explico-me: A cunha é incontornável, um dever de objectividade. O de julgar seriamente as suas reais virtudes." Alberto da Ponte entusiasma-se com o assunto e até explica que há quatro tipos de cunha:
   A profissional: "Conheço um rapaz óptimo, por acaso meu primo. Podes...?"
   A ocasional: "Grande festa esta. Já que temos este amigo comum vou-lhe oferecer em primeira-mão..."
   A maquiavélica: "Sou grande amigo do... Ambos ficaríamos agradecidos se..."
   A concorrencial: "Tenho o seu concorrente interessadíssimo. Mas isto pode ser seu por..."
   O presidente da Sagres remata o assunto como um profissional da bola: "Para mim nada se descarta. Tudo é uma proposta, nada é cunha."
   Talvez o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros António Martins da Cruz tenha pensado o mesmo quando conseguiu que o colega da Educação, Pedro Lynce, alterasse a lei do acesso ao ensino superior para que a sua filha entrasse no curso de Medicina. O escândalo em 2003 foi tal que passou a manchete nos jornais e levou à queda dos dois ministros do governo de Durão Barroso.
   Mas nem todos pensam assim. O padre José Carlos Belchior, responsável durante muitos anos do Colégio São João de Brito, um dos mais selectivos e concorridos de Lisboa, foi alvo de incontáveis pedidos de cunha. Recusou sempre. "De comum acordo com os membros da direcção, estabelecemos uma lista de prioridades. Pessoalmente, era mesmo intransigente na observância rigorosa destes critérios". Essa intransigência só abriu duas excepções. "Por dever de Estado: ao filho do Presidente da República e ao neto do secretário-geral da ONU".
   E quanto aos galos-capões, whiskys ou mesmo cheques chorudos oferecidos debaixo da mesa em troca de uma inscrição? "Só tenho conhecimento de um caso. O secretário do Colégio recebeu em casa um pequeno embrulho que, com naturalidade, abriu na presença dos filhos: um monte de notas de conto com um cartão de uns pais a interceder pela entrada do filho. Na manhã seguinte, expôs-me o caso e combinámos a maneira de devolver a 'prenda': converter as notas em cheque e enviar, juntamente com o boletim de pré-inscrição, aos referidos pais; o que foi feito".
   A cunha anda à solta por aí. Pode chegar a todas as casas, famílias e partidos. Nos governos de Cavaco Silva, o terreno foi fértil para as senhoras dos senhores do poder. Em 1992, a mulher do ministro da Defesa Fernando Nogueira era adjunta do secretário de Estado da Saúde. Fátima Dias Loureiro, mulher de Dias Loureiro, incluiu um séquito de 'santanetes', ou seja, um staff de girls para Pedro Santana Lopes, na época em que foi secretário de Estado da Cultura.
   Mas há mais. No partido socialista, por exemplo, Joel Silveira, genro do patriarca Almeida Santos, foi colocado na Alta Autoridade da Comunicação Social. E a sua mulher, filha de Almeida Santos, trabalhava na Assembleia da República, onde o pai era deputado e depois presidente. Coincidências? Provavelmente... ou talvez não.
   Não é preciso ler Antero de Quental ou Eça de Queirós para se saber que no nosso país a cunha é uma instituição. Tal como o pastel de nata. O galão. O fado. O futebol. Ou o vinho tinto. Mas num país que parece pródigo em cunhas, não deverão ser os políticos também filhos de Deus? Obviamente, não. De acordo com o estudo "Corrupção, Ética e Democracia - Um Caso Português", coordenado por Luís de Sousa, investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, os resultados sugerem que os cidadãos estabelecem padrões mais elevados para os políticos do que para si próprios.
   Quando confrontados com a hipótese de uma pessoa dever usar os seus conhecimentos para ajudar a família e amigos a arranjar emprego, a maioria respondeu que concorda (81%), o mesmo não acontecendo quando o mobilizador da cunha é um político. No dito inquérito, quando as pessoas foram confrontadas com a pergunta se os políticos poderiam utilizar os seus contactos para ajudarem os seus amigos a encontrarem trabalho a maioria discordava (66%). Portanto, os políticos não são filhos de Deus. Talvez enteados.
   Madeira, a ilha das cunhas? Não é preciso ter muitos carimbos no passaporte para se saber que não há nada que se compare à ilha da Madeira. Não só pela beleza natural ou incontinência verbal do seu líder, mas por ser um arquipélago pródigo em tachos, favores e compadrios. Gil Canha, fundador do jornal "O Garajau" e actual vereador da Câmara do Funchal é a voz mais forte e crítica ao Governo de Alberto João Jardim. Com sotaque pronunciado e discurso satírico, denuncia: "Vivo na ilha das cunhas. Até pela nossa localização geográfica, estamos perto de África e longe de Deus. Na Madeira ainda não se deu o 25 de Abril. Existe uma oligarquia alapada ao poder há mais de 30 anos e, nesta circunstância, o regime jardinista criou uma autêntica rede de favorecimento, uma espécie de central de favores gigante que além de satisfazer essa mesma oligarquia também é um instrumento de dominação política".
   Gil Cunha, que já foi alvo de vários processos por parte do Governo de Jardim, denuncia que "uma forma deste regime calar os potenciais críticos ou dissidentes é arranjar 'tachos' para todos". O vereador vai mais longe na acusação: "A maioria dos familiares directos do Governo Regional trabalha quase todos no executivo ou em empresas ou sociedades por este tuteladas. Por exemplo, a filha do Jardim é chefe de gabinete de Cunha e Silva (vice-presidente do Governo Regional da Madeira), a esposa de Cunha e Silva por sua vez, ocupa o cargo de destaque, o líder parlamentar do PSD, Jaime Ramos, tem o filho como deputado, o sobrinho do presidente da Assembleia Legislativa também o é e a maioria dos filhos dos secretários têm todos os seus tachos assegurados. A rede é tentacular e extensa, o nepotismo na Madeira é uma instituição e tem efeitos terríveis".
    O vice-presidente da Assembleia da República e porta-voz do Governo de Jardim, Guilherme Silva, não se escusa a responder a estas acusações: "Só faltava que os filhos de responsáveis políticos ou de entidades públicas fossem prejudicados das suas oportunidades e carreiras por força dos cargos que os pais ocupam. Dos casos que são citados e que conheço, o acesso a todos esses lugares foi por exclusivo mérito próprio. Quando se quer criar justiças que aparentam ser formalmente correctas criam-se normalmente as maiores injustiças".
   Cunha ou networking? Num tempo em que os empregos já não são para toda a vida, nem tão-pouco as profissões, ter uma boa rede de contactos pode salvar muitas cabeças. E isso é networking. Seja através das redes sociais (Facebook, Twitter), profissionais (linkedIn, The Star Tracker) ou da lista de conhecimentos que uma pessoa reúne ao longo da carreira. Depois, quando necessário, basta accioná-los.
   José Caetano Silva, gestor da empresa de recursos humanos Talent Search traduz esta tendência: "Hoje, qualquer profissional que tenha algum desejo de gerir a sua carreira tem de considerar o networking como fundamental. A grande vantagem é permitir chegar a determinadas oportunidades de mudança ao longo da vida profissional". Mas onde termina o networking e começa a cunha? É José Caetano Silva quem tira a teima: "Quando não estão em causa as qualidades, o que conta é quem indicou, isso é recomendação pessoal, portanto cunha, enquanto que o networking é uma recomendação profissional para colocar a pessoa certa no lugar certo."
   Também Pedro Brito, consultor da empresa de gestão de talentos Jason Associates, considera que "a nossa rede de contactos pode ajudar-nos a tomar melhores decisões e a fazer melhores escolhas, mas exige que as relações sejam cultivadas. Não serve de muito ter uma enorme rede de contactos se não existir uma relação de confiança. O networking exige trabalho e disciplina". Foi você que pediu uma cunha?
 - Bernardo Mendonça e Candida Santos Silva -
 - http://www.expresso.pt/