sábado, 14 de agosto de 2010

Suazilândia: M´swati III traído pela 12ª esposa

SUAZILÂNDIA, 12ª ESPOSA TRAÍU O REI M´SWATI III

Primeiro foi o Zuma por um guarda-costas, agora o M´swati, o próximo é um outro, que não pára em casa, por causa dos helicópteros(?).
O Rei da Suazilândia, M´swati III, foi traído pela sua 12ª esposa, Nothando Dube, tendo o caso sido recentemente descoberto pelos serviços secretos do país, conforme noticiou o jornal Globo, do Brasil, citando o diário britânico Daily Mail.
Segundo estas fontes o caso envolve Ndumiso Mamba, ministro da Justiça e Assuntos Constitucionais, da Suazilândia, considerado “amigo pessoal” do monarca.
O Globo descreve que Nothando Dube, de 23 anos e mãe de dois filhos, foi encontrada pelos serviços secretos reais, na companhia de Mamba, num hotel de luxo, propriedade do rei M´swati III, nos arredores de Mbabane, a capital do país.
Na sequência do escândalo, Mamba resignou do cargo.
Todavia, a resposta de M´swati III à atitude dos dois amantes não tardou, tendo ordenado a sua detenção imediata, mas com destinos diferentes, segundo o jornal.
Casado, o ministro Mamba foi acusado de "transgredir a casa de outro homem" e pode, de acordo com o Globo, ser condenado à morte, enquanto Nothando Dube, em prisão domiciliária, “enfrenta a possibilidade de ser banida da Suazilândia”.
Por ordem do rei M´swati III e apesar do grande interesse que despertou no país, a história foi, porém, abafada pela imprensa da Suazilândia. No entanto, jornalistas sul-africanos não deixaram de noticiar o polémico caso, conforme referiu o jornal brasileiro.
De educação britânica, M´swati III, de 42 anos, também tratado carinhosamente de "O Leão", governa a Suazilândia desde 1986 e é responsável por escolher o Governo e indicar o primeiro-ministro.
 - Por Rui Domingues em Maputo.