sábado, 7 de agosto de 2010

RAPARIGA AFEGÃ MUTILADA, CAPA DA REVISTA "TIME", RECEBE NARIZ NOVO

A rapariga afegã que figura na polémica capa deste mês(Agosto) da revista norte-americana Time, já chegou aos Estados Unidos da América, onde o nariz lhe será reconstruido
Aisha disse à Time que o seu nariz e orelhas tinham sido cortadas, com a aprovação de um comandante talibã, pelo seu marido abusivo, como um castigo por ter fugido.
A capa da revista gerou debate pelo título 'O que Acontecerá se Deixarmos o Afeganistão' e pelo uso da fotografia da jovem.
A afegã, de 18 anos, terá sido dada pela família como pagamento de uma 'dívida de sangue' e casou com um activista talibã. Devido aos abusos da família, Aisha fugiu mas foi capturada e mutilada pelo marido.
O grupo Women for Afghan Women (Mulheres pelas Mulheres Afegãs) tem usado este caso para ilustrar os medos do que podera acontecer se as tropas americanas, britânicas e outras tropas internacionais, deixarem o país prematuramente.
Aisha será agora consultada por um cirurgião plástico para discutir a reconstrução do seu nariz.
 - Sol-Online -