sábado, 22 de maio de 2010

QUEM NOS PODERÁ SALVAR???

Em uma balança de ouro, o Povo... nem de lata é!!!

Não é costume fazer aqui comentário politico, mas desta vez tenho que abrir uma exceção, talvêz mesmo um precedente.
Em mais de trinta anos de lucidêz politica, não me recordo de um governo tão mentiroso, aldrabão e todos os adjétivos acabados em "oso", "ão", "ista" e mesmo aqules que acabam em "uta".
É a gozar comigo, contigo e com todos nós! Um pequenino exemplo, no mesmo discurso diz: -"Ontem o mundo mudou!", "Há uma semana o mundo mudou!", "Há trêz semanas o mundo mudou!" e "O ano passado o mundo mudou!"... ... para este governo(Socrates) o Mundo muda quando lhe convêm!!!
Quando ólho para o que se está a passar em Portugal e sou confrontado com a realidade nua e crua em que nos encontramos a revolta e a indignação são, no mínimo, os primeiros sentimentos que me assaltam.
Não se trata se sou de esquerda ou de direita, se sou do partido A ou B.
Não estou a fazer a apologia de qualquer regime, apenas manifesto o desejo e alimento a esperança de haver alguém que saiba dirigir o nosso destino com seriedade e competência.
A memória dos tempos faz-nos recuar e pensar que quando o país estava em situação idêntica, apareceu um homem que conseguiu fazer o que é preciso fazer agora.
A fórmula é a mesma. Os tempos são outros e a liberdade , um dado adquirido, que começa a ser ameaçado.
Não se trata de saudosismo, apenas a constatação de um facto.
Sou apenas cidadão de Portugal, essa a minha sina, o meu fado.
Quem nos poderá salvar?
: