quarta-feira, 19 de maio de 2010

Preso Dez Anos Por Matar Homem Que Apareceu Vivo

Um homem preso durante quase dez anos por assassínio foi libertado depois da alegada vítima aparecer viva. O caso aconteceu na China e está a levantar questões sobre a tortura usada pela Polícia para obter confissões.


    Segundo a Sky News, o Tribunal Popular Superior da província de Henan, na China, declarou um homem inocente depois do indivíduo que fora acusado de ter morto em 1999 ter aparecido em 2010 na aldeia onde ambos moravam.

   De acordo com os dados do tribunal, Zhao Zhenshang desapareceu em 1997 depois de uma discussão com Zhao Zuohai. Em 1997, Zuhai foi detido após um corpo decapitado, que se pressupôs ser o de Zhenshang, ter sido descoberto. A mulher do então condenado voltou a casar e o novo marido adoptou os filhos de Zuohai como seus.

   No entanto, o alegado morto voltou à aldeia onde viviam em Abril de 2010. Zhenshang confessou à Beijing News que fugiu porque agredira Zhao Zuohai durante a discussão e tivera receio de o ter morto.

   De acordo com o jornal chinês China Daily, está em curso uma investigação relativa à condenação de Zuohai, e o ex-condenado vai receber o equivalente a 36 mil euros de compensação.

   O incidente está levantar questões sobre a prática de tortura por parte das autoridades. Segundo a família de Zhao Zuohai, o ex-preso foi torturado de modo a confessar o crime, ainda que estivesse inocente, tendo várias cicatrizes que comprovam os maus tratos. Acredita-se que o Governo e a Polícia chineses recorrem frequentemente a confissões coagidas de modo a obter provas para investigações criminais.
:
: