terça-feira, 9 de agosto de 2011

ENCONTRADO PRIMEIRO ASTEROIDE "CAVALO DE TROIA" DA TERRA

Cavalos de troia são asteroides que compartilham uma órbita com um planeta, ficando próximos aos pontos gravitacionalmente estáveis, chamados pontos de Lagrange, na frente ou atrás do planeta.
Como eles constantemente estão à frente ou atrás, na mesma órbita que o planeta, eles nunca podem colidir com ele.
Os astrônomos já haviam previsto que a Terra teria esses companheiros dissimulados, mas é muito difícil encontrá-los porque eles são relativamente pequenos e sempre aparecem perto do Sol. Nesta ilustração, o asteroide aparece em cinza e sua órbita estranha está em verde. A órbita da Terra é mostrada pelos pontos azuis.[Imagem: Paul Wiegert]
O telescópio de infravermelho WISE, da NASA, descobriu o primeiro asteroide "cavalo de troia" ligado à Terra.
Em nosso sistema solar, já se conhecem asteroides cavalo de troia que compartilham as órbitas de Netuno, Marte e Júpiter. Duas das luas de Saturno também dividem suas órbitas com cavalos de troia.
Os astrônomos já haviam previsto que a Terra teria esses companheiros dissimulados, mas é muito difícil encontrá-los porque eles são relativamente pequenos e, do ponto de vista da Terra, aparecem sempre perto do Sol.
Na verdade, o telescópio WISE foi capaz de detectar nosso primeiro cavalo de troia, chamado 2010 TK7, devido à sua órbita excêntrica, que o coloca até 90 graus de distância do Sol. O WISE varre todo o céu a partir de uma órbita polar, por isso ele tinha a posição perfeita para encontrar o 2010 TK7.
O asteroide tem aproximadamente 300 metros de diâmetro. Ele tem uma órbita incomum, que traça um movimento complexo perto de um ponto gravitacionalmente estável no plano da órbita da Terra, apesar de o asteroide também se mover acima e abaixo do plano.
O objeto está a cerca de 80 milhões de quilômetros da Terra.
Sua órbita é bem definida e, pelo menos nos próximos 100 anos, não se aproximará da Terra a menos do que 24 milhões de quilômetros.
 - iT - Inovação Tecnológica -