sábado, 16 de outubro de 2010

POLICIA, CUECAS, DORMIR, RESSONAR, EXPLOSÃO, ERVILHAS

NADA TEM A HAVER UMA COISA COM AS OUTRAS.
SERÁ?  ORA LEIA...

POLICIA VENDE CUECAS PARA ENFRENTAR A CRISE

São peças recuperadas de crimes, cujos donos não se acusaram e qua estão a ajudar a polícia a equilibrar as finanças

Uma esquadra de polícia britânica está a vender vários objectos. Entre os objectos apreendidos, cujos donos não apareceram no espaço de três meses, estão cuecas usadas e que foram prova em crimes já resolvidos e que agora ajudam a esquadra a equilibrar as finanças.

De acordo com o o jornal britânico «The Telegraph», os polícias criaram um site de leilões para vender os objectos. Mas, pelo menos, até agora, as vendas não alcançaram o sucesso esperado.
As forças policiais britânicas enfrentam um corte orçamental na ordem dos 2,4 mil milhões de libras (2,7 mil milhões de euros).

TORNEIO DE SESTAS
ATÉ O RESSONAR MAIS ALTO É PONTUADO

Um torneio de sestas decorreu esta quinta-feira, em Madrid. São várias categorias de pontuação: o primeiro a adormecer, o que ressona mais alto, o melhor pijama e a posição mais original para dormir.

Juízes e médicos verificam se os participantes estão de facto a dormir. De acordo com a AP, alguns dos participantes levam peluches gigantes e almofadas.
Os participantes estão em grupos de cinco e têm 20 minutos para se deitarem. Um médico mede o tempo que cada um dormiu e se ressonou. Os organizadores têm uma máquina que mede os decibéis do ressonar.
O vencedor da primeira ronda foi Fermin Lominchar, que dormiu durante 18 minutos.

EXPLODIU A CASA QUANDO COZINHAVA ERVILHAS

Além da casa dele, também a do vizinho foi pelos ares.
Harry Foster explodiu com a sua casa e a do vizinho quando tentava cozinhar ervilhas. O homem tem 58 anos e morava em Middleton, Reino Unido.

De acordo com o «Dailymirror», Foster deliberadamente quebrou um cano atrás do fogão, o que causou a explosão.
Foster afirma que se lembra de estar a cozinhar as ervilhas e depois «só se lembra de um flash, a sua memória seguinte foi na ambulância».
O Procurador Andrew Hatton afirma que não sabe qual era a intenção de Harry Foster e acrescenta que «o acusado ou tentou destruir a sua casa ou ignorava que a sua casa ia ser destruída e que vidas iam ser postas em perigo».
  - TVi24-Online -