sexta-feira, 10 de setembro de 2010

BEBE MORRE AFOGADO NO BATISMO

A CABEÇA DA CRIANÇA FOI SUBMERÇA TRÊZ VEZES NA PIA BATISMAL
A cabeça da criança, de seis semanas, foi submersa três vezes na pia batismal. O padre moldavo, que agora está a ser investigado por homicídio voluntário, alega que é o procedimento habitual da cerimónia religiosa.
(Vídeo no fim do texto)
Após ser submerso três vezes na pia batismal, o bebé de seis semanas acabou por morrer com problemas respiratórios. O padre responsável pelo ritual de batismo, que teve lugar na Moldávia, está a ser investigado pela polícia de investigação criminal, local.
Os familiares da criança de um mês e meio, que acusam o padre de negligência, passaram às autoridades e às televisões locais o vídeo da cerimónia, onde se vê o religioso a submergir totalmente a cabeça da criança três vezes na pia batismal. Relatos de quem estava na igreja, em Chisinau, contam que minutos depois do ritual o bebé começou a espumar da boca e a deitar sangue do nariz, acabando por falecer a caminho do hospital. A equipa médica que assistiu a criança encontrou água nos pulmões, diagnosticando morte por afogamento, avança a BBC.
A polícia já abriu um inquérito mas diz que ainda é cedo para conclusões. O padre está a ser investigado por homicídio, punível até três anos de prisão. O religioso nega as acusações e alega ter obedecido aos cânones religiosos das cerimónias de batismo.
Em declarações sobre o sucedido, um porta-voz da Igreja Católica Ortodoxa disse não recordar um episódio semelhante na história religiosa do país.